Sobrevivente de Brumadinho morre após complicações cirúrgicas

 Antonio Geraldo teve complicações após cirurgia
Em 25 de janeiro deste ano, oito pessoas foram engolidas pela lama vazada da barragem B1 em Brumadinho, e é incrívelmente elas não ficaram feridas. Nas primeiras horas da quinta-feira 19, umas delas morreu em um hospital em Belo Horizonte. Antonio Geraldo Miranda, 60 anos, foi internado nesta segunda-feira (16) no hospital para remoção de rim. Ele disse que, embora nunca tivesse tido problemas renais, os médicos não conseguiram determinar se os problemas renais estavam relacionados ao acidente da barragem.
 No momento crítico do colapso da barragem de Brumadinho, Miranda viu a lama invadir todo o espaço em que a Vale estava operando e se jogou no tanque do caminhão. O carro em que ele estava e uma caminhonete carregando dois outros amigos foram arrastados para as águas residuais por cerca de três minutos, até que pararam em uma carroça usada para transportar minério.
 Miranda deveria receber alta na quinta-feira, mas as complicações da cirurgia se transformaram em morte. Ele será enterrado em Diamantina, a 300 km de Belo Horizonte. Com relação à morte de Antonio Geraldo Miranda, hospitalizado, sob tratamento do Hospital Governador Geral de Israel, o departamento de saúde de Ipsemg informou que não tinha autorização da família para divulgar o paciente Causa da morte.

Nenhum comentário