Bolsonaro diz que os governadores querem "criar um clima de terror" e que não haverá colapso na saúde

 
O presidente Jair Bolsonaro acredita que, mesmo com um aumento nos casos de coronavírus, o setor de saúde não entrará em colapso. Em entrevista à CNN Brasil, ele também afirmou estar confiante de que o medicamento Reuquinol, que usa a hidroxicloroquina, impedirá efetivamente a rápida disseminação da doença no Brasil.

 Bolsonaro afirma que os Estados Unidos também começaram a analisar a eficácia do medicamento e que também entraram em contato com o Hospital Albert Einstein. Segundo ele, o hospital iniciou um protocolo de pesquisa para descobrir a eficácia da cloroquina contra o COVID-19. Além disso, o presidente disse que o laboratório Apsen que produz o medicamento reuquinol concordou em doar mais de 10 milhões de comprimidos. "Existe a possibilidade de o reuquinol ser eficaz no tratamento de pessoas com COVID-19", disse Bolsonaro.

Nenhum comentário