Mulher é presa no Maranhão após espancar e amarrar o marido durante a quarentena

Durante uma das maiores crises de saúde do mundo, a pandemia de coronavírus (COVID-19), na qual as famílias são isoladas em casa, os casais desfrutam de momentos e tempo livre juntos, o que anteriormente não era permitido devido às corridas diárias.

No Maranhão, a situação foi bem diferente: uma mulher, cujo nome não foi divulgado, foi presa após amarrar o marido em casa e espancá-lo antes da madrugada do último sábado (28/03).
 O caso ocorreu no município de São Raimundo das Mangabeiras, localizado a 757 km de São Luís. A vítima chegou no sábado de manhã pedindo ajuda na delegacia de polícia militar, gravemente ferido e com escoriações no corpo.

De acordo com seu depoimento, ele teria passado a noite amarrado, pés, mãos e pescoço, onde, segundo ele, vivia momentos de desespero e terror quando foi espancado por sua esposa. O homem só teria sido libertado depois de implorar muito, foi quando ela desamarrou e só então ele conseguiu escapar e pedir ajuda.

 Uma guarnição da polícia militar foi chamada e, depois de fazer rondas, encontrou a mulher com uma faca no momento em que se preparava para fugir. Em seguida, ela foi transferida para a 11ª Delegacia Regional de Polícia Civil em Balsas, enquanto aguarda apuração das causas do ocorrido e estará à disposição da justiça.

Nenhum comentário